Depois de anos com um Itamaraty de joelhos frente ao crime, o Ministro JOSÉ SERRA, diz o que o Brasil que pensa, sabe há anos. É preciso impedir a entrada de armas contrabandeadas por alguns vizinhos e o Brasil não pode “ser amigo” de ditaduras, e muito menos sustenta-las com nosso dinheiro.  Acertou o foco.

O Novo Governo (ainda interino) fala em demitir vagabundos. Acertou o foco.

Fala em Privatizar tudo que não é “core business” do estado. Acertou o foco.

Fala em parar de sustentar artistas alienados e míopes  que influenciam nossos jovens para arte de querer mais sem produzir nada. Essa história de direitos sem deveres leva a miséria qualquer nação. Acertou o foco.

A Cultura que importa é melhorar a qualidade de vida, material e intelectual. Sem isso é doutrinação sempre tendenciosa.

Estamos dentro desse grande barco, e também precisamos saber qual é o nosso foco, no nosso dia a dia, na nossa carreira, no nosso tempo de vida.  Como  alavancar nosso patrimônio sabendo que teremos que trabalhar os próximos 10 anos para chegar aos números onde já estávamos há dois anos atrás? Como  seguir à sabia e certa recomendação do Presidente TEMER, de não falar em crise e focar no trabalho?

Nesse vídeo abaixo uma reflexão sobre o nosso próprio foco. Como usar a primeira ciência, a matemática básica, para entender o tempo que nos restaplanejar com foco nossos próximos anos de vida?

No próximo ‘post’ uma reflexão sobre alavancar patrimônio nesse cenário já certo, de mais uma década perdida.

Pensando Juntos

A Pauta do Amanhã

Antever cenários, identificar oportunidades, e apontar caminhos inovadores para gerar qualidade de vida, é a nossa missão

Depois de anos com um Itamaraty de joelhos frente ao crime, o Ministro JOSÉ SERRA, diz o que o Brasil que pensa, sabe há anos. É preciso impedir a entrada de armas contrabandeadas por alguns vizinhos e o Brasil não pode “ser amigo” de ditaduras, e muito menos sustenta-las com nosso dinheiro.  Acertou o foco.

O Novo Governo (ainda interino) fala em demitir vagabundos. Acertou o foco.

Fala em Privatizar tudo que não é “core business” do estado. Acertou o foco.

Fala em parar de sustentar artistas alienados e míopes  que influenciam nossos jovens para arte de querer mais sem produzir nada. Essa história de direitos sem deveres leva a miséria qualquer nação. Acertou o foco.

A Cultura que importa é melhorar a qualidade de vida, material e intelectual. Sem isso é doutrinação sempre tendenciosa.

Estamos dentro desse grande barco, e também precisamos saber qual é o nosso foco, no nosso dia a dia, na nossa carreira, no nosso tempo de vida.  Como  alavancar nosso patrimônio sabendo que teremos que trabalhar os próximos 10 anos para chegar aos números onde já estávamos há dois anos atrás? Como  seguir à sabia e certa recomendação do Presidente TEMER, de não falar em crise e focar no trabalho?

Nesse vídeo abaixo uma reflexão sobre o nosso próprio foco. Como usar a primeira ciência, a matemática básica, para entender o tempo que nos restaplanejar com foco nossos próximos anos de vida?

No próximo ‘post’ uma reflexão sobre alavancar patrimônio nesse cenário já certo, de mais uma década perdida.

16 maio 2016 - jornalista@paulosergiorosa.com